terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Gelatina colorida em camadas....

Adorei essa receita do gostei e agora. Lá você encontra essa e muitas outras receitas divertidas!

Essa semana fiz uma sobremesa que não é só de dar água na boca, mas também é de encher os olhos…
…a gelatina colorida em camadas!
gostei-e-agora-gelatina-colorida-camadas-rainbow-jello-02
Até me surpreendi quando desenformei essa belezura, de tão linda que ficou! Quando postei no Instagram, muitas pessoas pediram a receita. É lógico que registrei o passo a passo, pois não pretendia deixar vocês de fora dessa de maneira alguma!
Obs: já viu a receita do Bolo Arco-Íris em camadas?
ingredientesgostei-e-agora-gelatina-colorida-camadas-rainbow-jello-03

Se as últimas receitinhas que publiquei tinham ingredientes mais caros, essa sai super em conta. Para fazer a gelatina colorida, você vai precisar de:
  • Pacotinhos de gelatina de sabores e cores distintas: tutti frutti, limão, abacaxi, maracujá e morango.
  • 1 vidrinho de leite de coco
  • 1 lata (ou caixinha) de leite condensado
  • Água fervente
  • Água fria
Não é preciso se prender a comprar exatamente os mesmos sabores de gelatina que usei, mas achei que o resultado foi bem satisfatório na hora de se criar um efeito arco-íris. A quantidades de pacotinhos depende da profundidade da forma. De qualquer maneira, acho seguro adquirir no mínimo 4.
Agora, vamos ao modo de preparo. Antes de tudo, é importante que a forma esteja bem untada por dentro, com um pouco de óleo.
preparogostei-e-agora-gelatina-colorida-camadas-rainbow-jello-passo-a-passo-05
1- Dissolva todo conteúdo do pacote de gelatina azul (ou o primeiro sabor escolhido) em 150 ml de água fervente, mexendo bem até que não sobre resíduos.

2- Acrescente 150ml de água gelada à mistura e mexa novamente.

3- Deposite metade da gelatina já dissolvida em uma forma de pudim, com um furo no meio, untada com óleo.

4- Leve ao freezer por 10 minutos.
gostei-e-agora-gelatina-colorida-camadas-rainbow-jello-passo-a-passo-06
5- Adicione à metade da gelatina restante 2 colheres de leite condensado e 2 colheres de leite de coco. Mexa até ficar homogêneo e opaco.

6a- Passados os 10 minutos, retire a gelatina do freezer e despeje o creme opaco por cima da camada que já começou a endurecer, com muito cuidado.

6b- Distribua o creme de modo a cobrir uniformemente toda gelatina que estava por baixo.

7- Leve ao freezer novamente, mas dessa vez por 15 minutos.
gostei-e-agora-gelatina-colorida-camadas-rainbow-jello-passo-a-passo-07 
8a, 8b e 8c- Repita os passos anteriores com a gelatina verde, primeiro sozinha e depois com leite condensado e de coco, lembrando que o tempo no congelador é de 10 minutos para as camadas transparentes e 15 minutos para as opacas.

9, 10 e 11- Continue repetindo todos os passos com as gelatinas seguintes: amarela, laranja e vermelha.
Ao terminar o tempo de resfriamento da última camada (que, no meu caso, foi a vermelha cremosa), transfira a forma do freezer para geladeira. Obviamente não pode deixar direto no freezer porque congela, né? Hehehe!
Só desenforme a gelatina quando ela estiver totalmente durinha, o que não deve acontecer antes de 4 horas de geladeira. Como sou medrosa, tirei da forma só no dia seguinte, mas não é preciso tudo isso, hehehe! Caso não se solte com facilidade, passe a forma com rapidez na chama do fogão, até que as laterais se desprendam (muita agilidade nessa hora, para não derreter tudo).
gostei-e-agora-gelatina-colorida-camadas-rainbow-jello-passo-a-passo-09

Pode dar a maior dó na hora de cortar, mas ao fazê-lo você não irá se arrepender… fica ainda mais lindo por dentro do que por fora!
Essa gelatina é divertida até na hora de comer… dependendo do local da colherada (ou garfada), o gosto é diferente, por causa da combinações de gelatinas abrangidas, já que os diferentes sabores não se misturam. Dá até para brincar de comer camada por camada, hehehe! Achei a parte das cores quentes a mais deliciosa… e, para quem curte gelatina com leite condensado, é uma pedida mais que perfeita!
segredos
Para que as camadas fiquem retinhas e certinhas é muito cuidado na hora de despejá-las. Se cair muita gelatina de uma vez só, a força e o peso do líquido pode furar a camada semi endurecida anterior ou vazar pelas laterais. Por isso, aconselho que a gelatina líquida seja feita em algum utensílio com bico, com o becker que eu utilizei, que dá bastante firmeza e suavidade na hora de despejar o conteúdo na forma. Outra vantagem de usar um becker é poder medir certinho o volume de cada camada, principalmente na hora de dividir a gelatina líquida pela metade. Certamente, isso também faz diferença na aparência.

Um truque que utilizei foi inventar uma cor de gelatina que não encontrei no mercado: a laranja. Apesar da gelatina de maracujá já ser mais avermelhada do que a de abacaxi, não era laranja o suficiente para ajudar no degradê. Para deixá-la mais avermelhada, salpiquei um tiquinho do pozinho da gelatina de morango na mistura.

É mesmo importante respeitar o tempo de 10 e 15 minutos no freezer, entre cada camada (seja para mais ou para menos). Se você deixar muito além disso, uma camada pode se separar da outra na hora de tirar da forma ou servir.

Quanto mais alta a forma, mais interessante o resultado, pois possibilita o uso de mais cores. Comece sempre pela tonalidade que considerar a mais bonita, pois é ela que ficará exposta no topo e ditará o visual.

Caso queira utilizar roxo para compor o arco-íris completo, recomendo a gelatina de uva, não a de amora. A tonalidade da gelatina de uva é bem mais viva, alegre e transparente. Já a de amora é escura demais e um pouco opaca (da próxima vez, procurarei um forma mais alta ainda, que comporte o uso do roxo também)!
gostei-e-agora-gelatina-colorida-camadas-rainbow-jello-01

É fácil de fazer, só demanda bastante paciência e um pouco de tempo livre. O resultado vale muito a pena!
Acho importante informar que receita mais difundida na internet usa 6 colheres de leite condensado e 4 de leite de coco nas camadas de creme. Adaptei a receita para obter um resultado mais bonito. O excesso de creme na mistura estava deixando a gelatina molenga e as camadas opacas brancas demais. Até tentei fazer com a receita “original”, mas o resultado não foi tão bom. Ficou meio desengonçada, sabe? (veja aqui). Outro benefício dessa mudança foi um bom corte nas calorias (sem deixar o doce ruim ou sem graça).
Gostaram? Bora fazer então, todo mundo vai amar!
PS: Se você gostou dessa gelatina, talvez irá gostar mais ainda do Bolo Arco-Íris em camadas! Fiz também… a receita e o passo a passo estão aqui.

Vai lá tem muitas receitas divertidas : http://www.gosteieagora.com/2013/08/01/como-fazer-a-gelatina-colorida-em-camadas/

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Vegan: Como substituir ovos, claras, leite, mel, manteiga... em receitas

Como transformar uma receita animal em uma receita VEGAN
Como substituir  ovos, claras, leite, mel, manteiga na sua receita.

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ

Os bolos, pães, pasteis ou doces vegans são iguais ou melhores que os da pastelaria da esquina. São saborosos, lindos e super nutritivos…

Quando leio uma receita, muitas vezes já nem reparo que a receita leva ovos ou leite, pois substituo sempre… Faço todos os tipos de comida substituindo os elementos animais por elementos vegetais
Aquilo que substituo automaticamente é: os ovos, o leite, a manteiga e o mel.

PENSE SEMPRE no sabor do seu prato e qual a função do substituto, dar liga, fazer crescer…

PINCELAR MASSA:
1 - Diluir em água açafrão e pincelar
2 - Colocar por cima um pouco de oleaginosas (nozes, castanhas) de manteiga vegetal
3 - Diluir shoyu com água e pincelar.
4 - Diluir molho de tomate e pincelar.


LINHAÇA
Bate as sementes no processador de alimentos até virar pó. É tão fácil que não vale a pena guardar. Quando precisar, tritura uma ou duas colheres, acrescenta 2 ou 4 colheres cheias de água e deixe repousar por 15 ou 20 minutos. Junte uma colher de chá de leite de soja em pó e tem um verdadeiro substituto d´ovo. Usar em: panquecas, bolinhos, biscoitos, e bolos.

Polvilho azedo:
Dissolver 1 chávena de polvilho azedo em uma tigela com água. Agora basta colocar na panela e ir mexendo. Vá controlando, até que atinja o ponto de clara de ovo.

PARA BOLOS DE TABULEIROS
Troco um ovo por:
2 colheres de sopa de leite vegetal

¼ de colher de chá de fermento em pó.

Troco a manteiga por:
o mesmo peso em óleo vegetal: de arroz, de girassol ou de milho.


BOLOS:
Trocar um ovo por:
2 colheres de chá de fermento em pó
3 colheres de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de vinagre de cidra
Preparação:
1 - Misture tudo muito bem
2 - Dose para cada ovo indicado na receita


MAIS  BOLOS:
Troco cada ovo por:
2 colheres de sopa de leite vegetal, (soja, aveia ou arroz)
½ colher de sumo de limão

½ colher de bicarbonato de sódio.

PARA BOLOS DE FRUTAS:
Troco um ovo por:
1 colher de chá de araruta,
1 colher de sopa de farinha de soja,
2 colheres de sopa de água.


TOFU:
30 g de tofu
¼ de chávena de chá de sumo de maçã
2 Colheres de sopa de araruta
1 banana pequena·

Preparação:
1 - Coloque o tofu, banana, a araruta e o sumo da maçã no processador

2 - Bata até obter uma massa homogénea
3 – Dose para cada ovo indicado na receita.


POLME ou PANAR:
1 Colher de sopa de maizena ou farinha de soja fica ao seu critério
2 colheres de sopa de água
Preparação
1 - Diluir muito bem
2 - Utilizar no lugar do ovo
3 - Ou simplesmente ignore que o polme leva ovo.


Dicas DIVERSAS:
• 1 clara de ovo = 1 colher de sopa de ágar-ágar em pó, dissolva em 1 colher de sopa de água:  bata bem, deixe esfriar no frigorifico e bata novamente.

• 1 ovo = 1 banana pequena verde cozida e triturada = biomassa.

• 1 ovo = 1 colher (sopa) de semente de linhaça em pó misturada a 3 colheres de sopa de água (deixe em fogo baixo até quase ferver). Excelente adição de ómega 3 à sua receita.
• 1 ovo = banana madura amassada (receitas doces) (normalmente é mais ou menos uma colher cheia para cada ovo),


• 1 ovo = ¼ chávena de ameixa seca amassada

• 1 ovo = 1 colher de sopa de óleo e 1 de sumo de maça,

• 1 ovo = baba de quiabo,

• 1 ovo = Farinha de rosca,

• 1 ovo = 2 colheres de sopa leite vegetal + ½ colher de chá de limão...

• 1 ovo = 2 colheres de sopa de amido de batata (óptimo para dar liga)
 1 ovo = ¼ chávena de puré de maçã (óptimo para doce)

• 1 ovo = 1 colher de sobremesa de lecitina de soja com + 1 colher de sobremesa de água,

• 1 ovo = 1 banana amassada: também (óptimo para doces). Adicione ½  colher de chá de fermento para obter uma textura mais fina

• 1 ovo = 2 colheres de sopa de água + 1 colher de sopa de azeite + 2 colheres de chá de fermento

• 1 ovo = ¼ chávena de puré de batatas (óptimo para dar liga).
 

Finalmente nasceu o Facebook do "Comer Naturalmente"
Quer receber nossas actualizações automaticamente.

Basta cadastrar-se
CLIQUE AQUI
 

RAW VEGAN EGG NOG

A healthy spin on an old favorite~

RAW VEGAN EGG NOG

1 cup pecans
3 cups water
1 cup dates
1 teaspoon cinnamon
1 teaspoon nutmeg
2 teaspoons vanilla extract

Blend it all up. Use hot water if you want a warm drink. It should have the consistency of egg nog but if it's too thin, add more dates or pecans. If it's too thick, add more water. Change the spice amounts as you like.

Recipe & photo via This Rawsome Vegan Life.

Fonte. facebook

Bolo de chocolate bem molhadinho

Ingredientes.

  • 1 e 1/2 chávenas de farinha de trigo
  • 2 chávenas de açúcar
  • 1 chávena de leite
  • 6 colheres de sopa cheias de chocolate em pó
  • 1 colher de sopa de fermento em pó 
  • 1 colher de café de bicarbonato de sódio
  • 1 pitada de sal 
  • 6 ovos

Modo de Preparo

  1. Bata as claras em neve, acrescente as gemas e bate novamente, coloque o açúcar e bata outra vez
  2. Coloque a farinha, o chocolate em pó, o fermento, o leite, o bicarbonato, o sal e bata novamente
  3. Untar um tabuleiro e colocar para assar por aproximadamente 40 minutos em forno médio
  4. Enquanto o bolo assa faça a cobertura com 2 colheres de chocolate em pó, 1 colher de margarina, meio copo de leite e leve ao fogo até começar a ferver
  5. Jogue quente sobre o bolo já assado
  6. Decore e bom apetite!
  

Como fazer arroz

Com os filhotinhos a voar do ninho... temos de ter algumas preocupações... Esta é uma delas!!!


Antes de mais nada, aquela dica básica: quando for comprar alho ou cebola (e se você ainda está na casa da mamãe, dê a ela esta dica, pois ainda que ela já saiba disso vai ficar orgulhosa de você), ele deve estar sem pretos ou amassados e com uma consistência firme.

Uma curiosidade é que se você cortar transversalmente a cabeça de alho, vai ver que há um gominho no meio. Esse gominho que é responsável pelo cheiro forte e consequentemente pelo mau hálito e a gastrite.
alho
Cabeças de alho, dente de alho e gominho do alho. Você já sabe tudo sobre ele.

A Receita

As medidas de hoje serão simples, pra não gerar dúvidas: o copo é o clássico, de requeijão, 350ml.
A receita vai ser para 3 pessoas só porque as medidas do copo se encaixam melhor, mas, se você quiser, é só diminuir nas proporções (para duas pessoas, no caso do copo de arroz, por exemplo, você vai colocar 65% do volume do copo).

Os ingredientes:

1 copo de arroz
1 dente de alho amassado ou [muito bem picado]²
Opcional: 1/6 de uma cebola média, picada
3 copos de água
Sal
10 ml de óleo (de novo, lembre-se: o suficiente pra melar o fundo da panela).
Enquanto você coloca a água pra ferver, vá descascando e picando (ou amassando, no caso do alho) a cebola e o alho. Em outra panela já pré-aquecida de leve, você vai dourar os dois (lembre-se da ordem alho-cebola) no óleo.
Caso você já tenha visto sua mãe lavando o arroz, aqui vai uma informação: eu perguntei a uma doutoranda em nutrição e ela me confirmou que não há necessidade em fazer isso.
escorredor-arroz
Vamos aposentar o escorredor de arroz.
O objetivo dessa lavagem seria tirar o pó que gruda na superfície do grão, porém saiba que algumas pesquisas comprovam que nessa lavagem perde-se nutrientes (proteínas, potássio e vitaminas do complexo B).
Se até agora você não acreditou, leia na embalagem do produto, ou procure por estas informações no SAC ou no site da marca. No caso da marca Tio João (a mais vendida do Brasil) está aqui: http://www.josapar.com.br/duvidas.asp?link=2#3.

Voltando a receita: refogue o arroz no alho e na cebola por 2 a 3 minutos e acrescente a água (que a essa altura já deve estar fervendo).
Dê uma mexida, só pra desgrudar o arroz do fundo da panela, diminua o fogo e vá colocando o sal, experimentando até chegar ao ponto do seu gosto.
Deixe a água ir evaporando até você não ver mais ela sobre o arroz e quando isso acontecer, desligue o fogo e tampe bem a panela: não abra nos próximos 20 minutos, pois o calor vai terminar de cozinhar. Terminado este tempo, seu arroz está pronto.
Bom apetite, senhores!
Fonte: Dr. Gourmand.

sábado, 16 de novembro de 2013

botão +1

Ao adicionar o botão +1, você permite que os usuários compartilhem seu conteúdo no Google+. Os usuários podem escolher com quem desejam compartilhar e iniciar uma conversa sobre seu conteúdo, o que pode expandir seu público-alvo, enquanto o recomendam na Rede de Pesquisa.

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Almond lentil stew - Nigel Slater

This easy vegetarian lentil stew is served with cherry tomatoes and cinnamon-flavoured almonds.

Ingredients

Preparation method

  1. Heat the olive oil in a large pan and fry the carrot, celery, onion and turnip until softened – about five minutes.
  2. Add the garlic and mushrooms. Fry for a further five minutes.
  3. Add the lentils to the pan. Pour over the stock and add the herbs. Bring to the boil, then reduce the heat and simmer for 45 minutes.
  4. Just before the end of the cooking time for the stew, in another pan, fry the almonds in a splash of olive oil with the cinnamon for two minutes.
  5. Add the cherry tomatoes and warm through.
  6. Serve the lentil stew with the almonds and tomatoes.
Fonte : http://www.bbc.co.uk/food/recipes/almond_lentil_stew_69086

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Queijo de tremoço (corte ou cremoso)


VERSÃO DE CORTE (MAIS INDICADA PARA SANDUÍCHES, DERRETIDO SOBRE HAMBÚRGUER COM ABAFADOR OU COMO PETISCO OU RALADO):
Ingredientes:
  • 1 e 1/2 xícara (chá) água
  • 3 colheres (chá) Agar-ágar
  • 1 colher (sopa) polvilho azedo.
  • 1/2 xícara (chá) tremoço em conserva
  • 1 colher (sopa) azeite de oliva
  • 1 colher (chá) levedo de cerveja em pó* (nacional) OU ½ colher (chá) vinagre de maçã
  • 1 colher (chá) sal
  • 1 pitada cúrcuma (“açafrão da terra”) OPCIONAL (apenas adiciona cor)
  • 2 gotas de essência artificial de queijo (opcional)
Modo de Fazer: 
Em uma panela misture a água com o ágar-ágar e o polvilho, mexendo sempre. Assim que começar a ferver, aguarde mais 3 minutos (a mistura deve apresentar uma aparência translúcida e viscosa). Coloque todos os demais ingredientes no liquidificador, despeje a mistura de ágar-ágar ainda quente e bata até obter um creme completamente homogêneo. Despeje em um pote com capacidade para 350ml, do formato que desejar, e deixe esfriar em geladeira.
 
VERSÃO CREMOSA (MAIS INDICADA PARA UTILIZAÇÃO EM PRATOS QUENTES)
  • 1 e 1/2 xícara (chá) água
  • 2 colheres (chá) Agar-ágar
  • 1/6 xícara (chá) polvilho azedo.
  • 1/2 xícara (chá) tremoço em conserva
  • 2 colheres (sopa) azeite de oliva ou óleo
  • 1 colher (chá) levedo de cerveja em pó* (nacional) OU ½ colher (chá) vinagre de maçã
  • 1 colher (chá) sal
  • 1 pitada cúrcuma (“açafrão da terra”) OPCIONAL (apenas adiciona cor)
  • 2 gotas de essência artificial de queijo (opcional)
Modo de Fazer: 
Em uma panela misture a água com o ágar-ágar, mexendo sempre. Assim que começar a ferver, aguarde mais 3 minutos (a mistura deve apresentar uma aparência translúcida e viscosa). Coloque os demais ingredientes – exceto o polvilho – no liquidificador, despeje a mistura de ágar-ágar ainda quente e bata até obter um creme completamente homogêneo.  Adicione o polvilho na mistura ainda quente e bata até que engrosse. Utilize diretamente sobre pratos ou despeje em um pote com capacidade para 350ml, do formato que desejar, e deixe esfriar em geladeira.
=====
ANOTAÇÕES
Procure usar xícaras e colheres medidoras para um resultado uniforme.
Lembre-se: queijos não são adequados para veganos e na maioria das vezes não são adequados SEQUER para vegetarianos, pois utilizam coalho animal (também podem utilizar pepsina e lipase).
Essa alternativa é livre de lactose, caseína, gordura saturada e colesterol.
Essa receita também foi apresentada em oficina no 4º Festival de Cozinha Vegetariana em 23/07/2011, que ocorreu no Ibirapuera.
*O levedo de cerveja está disponível nas versões com e sem glúten. Consulte o rótulo do produto adquirido, caso tenha esse tipo de restrição.
AVISO: ESSA É UMA RECEITA AUTORAL*, CRIADA E DIVULGADA PELA PRIMEIRA VEZ EM JUNHO DE 2009, com modificações subsequentes e é uma variação que nasceu do Queijo de Macadâmia. Por favor, se for divulgar ou se for feita alguma variação sobre essa receita indique a fonte, é só isso que eu peço. A técnica de utilização do ágar ágar para queijos eu sempre creditei ao livro “The Uncheese Cookbook”. Entretanto, as adaptações, utilização de ingredientes nacionais, o uso do tremoço e instruções relativas ao ágar-ágar são de minha autoria.  Obrigada.

Esse falso queijo – que DERRETE COM O CALOR – pode ser cortado em fatia (com faca ou plainas), ralado em tiras e utilizado em sanduíches, pizzas, para gratinar, sobre massas, etc.  Lembra queijo fundido; quando derrete, não fica “puxa-puxa” mas sim pastoso.  A versão cremosa apresenta melhor resultado em pratos quentes, como pizzas, lasanhas e gratinados.

Caso queira usar em pizzas e lasanhas, recomendo utilizar ainda quente (recém batido ou derretido em microondas), o que facilita o manuseio e o resultado final no prato.

O ágar-ágar é o substituto vegetariano para gelatina animal, obtido a partir de uma alga e composto por 70% de fibras solúveis.
USE APENAS O ÁGAR ÁGAR REFINADO cujo pó é completamente branco. Se for meio marrom, nem compre. O preço também é um bom indicativo, não existe ágar refinado a menos de R$ 110,00 o quilo.

* O VegVida (www.vegvida.com.br) é um site totalmente gratuito, voltado para divulgação do veganismo, principalmente pela gastronomia. Iniciado pela culinarista Renata Octaviani Martins, hoje o VegVida também é uma Rosticeria Vegana na cidade de Campinas-SP, mantida por ela e pela sócia Mariah Burnier.

Fonte - www.vegvida.com.br - ADOREI!!!

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Natas Vegen e Cruas ou Creme de Leite Vegen e Cru - Staple Receita: Raw Vegan Sour Cream - Addictes to Veggies

Tradução Livre do ADDICTED to VEGGIES
 Natas Vegetais ou Creme de Leite Vegetal 
Passo a passo

É o retorno de Receitas de grampos !
(Para saber mais sobre o que é um Staple Receita ATV é só clicar aqui e ler!)

Porque é que esta receita considerada um grampo?
Bem, para começar, é uma base fantástica para uma tonelada de mergulhos maravilhosos em molhos que você vai estar vendo em um futuro próximo, e eu tenho certeza que ele vai encontrar seu caminho tambem para algumas receitas de sopa. Ela também passa a ser algo que eu estou muito orgulhosa porque é versátil. Esta linda "Natas de Caju " pode ser usado em praticamente tudo - incluindo doces! Voltarei amanhã com uma receita simples para um mergulho Dill muito saborosa usando este creme fantástico ...
Mas, primeiro, você precisa começar por aqui:
Viciada em Natas Vegetais ou Creme de Leite Vegetal
Os rendimentos totais 2,5 chávenas
Passo 1.
Caju e imersão
Mergulhe 1 e 3/4 chávena * de Cajus seco durante a noite (cerca de 6 a 8 horas)
* Sempre que você mergulha o Caju eles vão expandir em tamanho devido à água .
* Após os cajus já estarem encharcados eles vão render cerca de 2 chávenas.
Escorra os cajus da água de maceração e continuar a fazer o creme de leite.

Passo 2.
Fazendo a base das Natas Vegetais ou Creme de Leite Vegetal
Em seu processador de alimentos combinar o seguinte:
2 chávenas de  Caju
2 colheres de sopa mais 1 colher de chá de vinagre de maçã não filtrado
1/2 colher de chá de sal
Bata todos os itens acima por 2 minutos até obter uma pasta grossa e oleosa
Raspe o fundo e os lados de seu processador de alimentos como um pouco da mistura de caju pode começar a colar.
Deixe tudo em seu processador de alimentos e passar para a próxima etapa.
Etapa 3.
Finalizando as Natas Vegetais ou Creme de Leite Vegetal
Preste atenção especial para as seguintes direções de água e medições - o que irá garantir que você obtenha a melhor qualidade e consistência.
Esta receita pede:
1 e 1/4 de chávena de água total
Tenha sua água medida e siga atentamente as instruções abaixo.
Enquanto o seu processador de alimentos esta "On/ligado" proceder à operação em:
1/4 de xícara de água
Bata por 1 minuto
Prossiga para adicionar o resto de sua água em incrementos de 1/4 xícara
Deixe o seu purê de processador por 30 segundos entre cada 1/4 de xícara de água adicionada
Isto significa que você estará adicionando 1/4 de xícara de água 5 vezes até que você tenha adicionado ao total 1 e 1/4 de xícara de água que a receita pede.
O produto final terá uma consistência bastante fina, e vai precisar de tempo para repousar. Deixe no seu frigorifico por pelo menos uma hora.
Após as Natas Vegetais ou Creme de Leite Vegetal ter refrigerado estará mais grossa  e na consistência perfeita.
Guarde suas Natas Vegetais ou Creme de Leite Vegetal num recipiente hermético e vai durar por até três semanas no seu frigorífico. Você também pode dividi-lo em pequenos lotes e vai manter por até três meses em seu freezer.

xoxo,

AtV Staple Recipe: Raw Vegan Sour Cream....


Veja aqui como substituir ovos, clara, leite....  

RECEITA DE 'QUEIJO' DE BATATA (ou de aipim, ou de inhame, ou de batata doce, enfim..)

Gente isso é demais... vejam se os Brasuca não são mágicos!!!!

Sei que muita gente não tem FB, por isso aqui fica a dica....Queijo muito bom, sem lactose.... Em Portugal não é fácil achar inhame e acho que devemos fazer com a batata amarela.. pois a vermelha é capaz de ficar com menos (derretido)

Foto


Receita, fotografia e post de Camila Comin Piccioni

Receita de queijo de batata:
4 batatas pequenas
água
sal
1/2 xícara de aveia
1/2 xícara de polvilho azedo
Azeite de oliva ou óleo de arroz

Corte a batata em pedaços pequenos, sem tirar a casca. Coloque numa panela e coloque água o suficiente para que as batatas fiquem cobertas. Adicione a aveia e sal na água, ligue o fogo. Deixe ferver, mexa eventualmente. Não se assuste, gruda mesmo no fundo da panela, a água vai secando, e o objetivo é esse mesmo! Quando as batatas estiverem se desmanchando, tire do fogo e coloque no liquidificador, ainda quente, tudo que tiver dentro da panela - batata, água, aveia. Prove, adicione mais sal se for preciso. Coloque azeite de oliva ou óleo. Se quiser temperar de alguma maneira diferente, pra alguma receita em especial, faça agora também. Adicione o polvilho - ele que dará a consistência e gosto mais forte. Sugerimos 1/2 xícara, mas pode ser menos ou mais, fica a gosto. Bata tudo no liquidificador até ficar um creme. Você pode usar como um queijo cremoso, ou congelar em potes e ralar em cima das pizzas.

Coletivo Até o Talo

vejam aqui mais algumas dicas importantes para substituir ovos, leite, etc...



domingo, 4 de agosto de 2013

Um belíssimo cheesecake



Um belíssimo cheesecake ( Real Home Made)!
Lá dizia o grande (e recentemente falecido) JJ Cale "Happiness is a sweet feeling..."
 

Cheesecake


Forma de 20 cm com fundo removível.

Base:
70g de bolacha Maria
30g de açúcar escuro
40g de manteiga (temperatura ambiente)

Triturar a bolacha com o açúcar (usei a bimby na velocidade 9 - 30 segundos)
Misturar a manteiga até obter uma massa homogénea

Recheio:
300g de queijo philadelphia,
200g de queijo quaker
170g de açúcar branco
sal q.b.
3 ovos
1gema
1 folha de gelatina sem sabor
1/4 de  pacote de natas fresca
1 vagem de baunilha

Modo de fazer:
Demolhar a folha de gelatina em água fria, espremer bem e bater bem os queijos com o açúcar e o sal.
Bater os ovos e a gema e juntar a mistura dos queijos, batendo sempre. Acrescentar as sementes da vagem de baunilha, bater tudo.

Pré-aquecer o forno a 170ºC.

Untar a forma redonda com manteiga e forrar com papel vegetal.
Pressionar a massa da bolacha sobre o fundo.
Deitar o recheio sobre a base de bolacha.
Colocar no formo até que esteja dourado. (aproximadamente 30 minutos).
Retirar do forno e deixar arrefecer.
Embrulhar a forma com película aderente e refrigerar por 6 horas.
Desenformar

Para desenformar.
Aqueça ligeiramente as laterais da forma e o fundo.
Forrar o um prato com papel anti-aderente ( para o chessecake final ficar liso)
Virar o cheesecake para o prato definitivo.

Cobertura.
Framboesa frescas e doce de framboesa triturado e coado (ou não).




Verão Feliz



Um belo prato de tapas 

sábado, 29 de junho de 2013

Tomates foram vistos como “maçãs venenosas” durante 200 anos

Tomates foram vistos como “maçãs venenosas” durante 200 anos

Séculos antes de se tornar num ingrediente-chave de saladas e molhos, acreditou-se que o tomate seria um alimento mortal. Durante cerca de 200 anos, até ao final do século XIX, a maioria dos europeus evitou consumir tomates – apelidados de “maçãs venenosas” – por acreditar que causavam doenças e mortes, especialmente entre os membros das classes sociais mais altas.

A crença instalou-se porque os europeus ricos serviam a comida em pratos de estanho, que contém alto teor de chumbo. Como os tomates são naturalmente muito ácidos, quando eram colocados nesses pratos filtravam o chumbo, o que muitas vezes resultava no envenenamento dos consumidores.
A jornada do tomate, a partir de uma lista de substâncias venenosas até aos livros de receitas, não foi fácil. Uma das primeiras referências ao tomate na Europa foi feita pelo herborista italiano Pietro Andrea Matthioli, que considerou a tóxica “maçã” como pertencente a uma classe de alimentos conhecidos como afrodisíacos. À semelhança de frutas e vegetais da família Solanaceae, que também inclui a beringela, o tomate ganhou a reputação de ser, não só venenoso, como também sedutor.
Até ao final de 1800, os tomates foram cultivados em países europeus quase exclusivamente para fins decorativos. Durante décadas, muitos produtores recearam ainda um verme verde presente nas folhas de tomate, considerado por alguns como “tão venenoso quanto uma serpente”.
A reviravolta na reputação do tomate chegou em 1880 com a invenção da pizza em Nápoles, o que o tornou num alimento bastante popular na Europa e na América do Norte.
Hoje em dia, os tomates são consumidos por todo o mundo e em inúmeras variedades. São produzidos para serem comercializados mais de mil milhões e meio de toneladas de tomates por ano. Em 2009, só os EUA produziram 1,5 mil milhões Kg.

Fonte: Sapo

sexta-feira, 26 de abril de 2013

PÃO DE QUEIJO (Sem queijo, Sem glutem e Sem lactose)

PÃO DE Q...

Ingredientes:
4 batatas grandes (já fiz com mandioquinha!) (500g)
3 ovos
125 ml de óleo de canola ou soja
1 colher (sopa) rasa de sal marinho
500g de polvilho azedo
1 ou 2 colheres (sopa) da água de cozer as batatas

Modo de preparo:
Descascar as batatas e corta-las em pedaços, colocando em uma panela com água para não escurecer. Levar para cozinhar até ficarem bem macias.
Escorrer a água (reservando 2 colheres de sopa para usa-la na mistura caso necessário).
Amassar bem as batatas cozidas e acrescentar os demais ingredientes. Misturar primeiramente com uma colher, e depois com a mão para homogeneizar bem a massa.
(Se necessário, acrescente 1-2 colheres de sopa da água do cozimento das batatas para dar ponto. Se estiver muito mole, acrescente um pouco mais de polvilho).
Pré-aqueça o forno as 250 graus por cerca de 10 minutos. Enquanto isso, faça as bolinhas com a massa e coloque em forma untada com óleo.
Abaixe o forno para 180 graus e asse por cerca de 45 minutos (ou até os pãezinhos ficarem levemente dourados).

Rendimento: 24 unidades médias

Dica: Os pãezinhos podem ser congelados para serem assados em outra ocasião. Coloque as bolinhas de massa em uma forma, uma longe da outra e leve ao congelador. Após congeladas, guarde as bolinhas em um saco plástico e feche bem. Para assá-las, só levar directamente do congelador ao forno.

domingo, 21 de abril de 2013

Pão de "queijo" Vegan

Ingredientes:
1 kg de tofu
1 kg de polvilho azedo
4 colheres de farinha de milho
1 chávena de óleo
sal q.b.



Modo de fazer:
Triture o tofu, adiciona sal a gosto e reserva.
Escalda em água a ferver 4 colheres de sopa de polvilho azedo, mexendo bem até ficar homogéneo. Adiciona 4 colheres de sopa de farinha de milho, sal e 1 chávena de óleo. Ponha umas (poucas) colheres de água, apenas o suficiente para ficar uma massa cremosa (a da foto ficou muito mole).
Adiciona o tofu  e o polvilho azedo e vai misturando até desgrudar da mão. Faz bolinhas pequenas ou médias.
Pré-aquece o forno a 190°C e coloca as bolinhas para assar.
Quando os pãezinhos estiverem dourados ou começarem a abrir podes retirar do forno.
Comer quente.

Obs.: Polvilho azedo é fécula de mandioca.Encontra-se à venda em quase todos os supermercado.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Segredos da Bimby

Algumas das dicas podem ser úteis a quem passeia pelo blog (além de que para mim daqui a algum tempo serão de certeza porque não me condigo lembrar sempre de tudo). As dicas/dúvidas não têem qualquer ordem específica.

Gelados:
- Os frutos a utilizar têem de estar sempre bem congelados para que o gelado fique consistente.
- Se quiser pode pôr bolacha em gelado. Desfazer a bolacha na velocidade 6 e juntar ao gelado antes de levar ao congelador. (Estou ansiosa por experimentar isto com bolachas Digestive da Triunfo).
- Pôr uma película colada ao gelado (sem ar) para manter a consistência do gelado e não ficar tipo pedra.
- Se utilizar claras congeladas dar uns toques de turbo para desfazer e só depois misturar.
- O leite para os gelados (seja evaporado ou não) pode congelar em covetes de gelo e utilizar mesmo congelado.

Claras em castelo:
- Bater sempre sem o copo-medida. "As claras precisam de ar para subirem." (E também aconselharam a juntar umas gotas de limão - para ser sincera uma das agentes põe umas gostas de limão em quase tudo o que faz, pelo que ela contou).
- As massas dos bolos também devem ser batidas sem o copo-medida.

Néctar:
- Juntar a água sempre só no fim!

Doces:
- Mesmo peso de açúcar e de fruta, 1 limão e programar 30 minutos. (Pessoalmente as compotas que tenho feito levam mais algumas coisas e têem ficado óptimas!)

Bolo-Rei:
- O tempo que demora a levedar depende muito do fermento utilizado e do ambiente à volta (se estiver frio pode demorar muito mais a levedar) por isso basicamente é fazer e esperar que cresça mesmo.
- Disse um Sr. entendido que lá estava (é pasteleiro) que para o Bolo-Rei se deve utilizar mesmo fermento fresco de padeiro, que faz toda a diferença.

Massa-Quebrada:
- Antes de pôr os ingredientes para a massa, colocar um ingrediente à sua escolha (lá deram a ideia de coentros, salsa, pimentos, tomate, etc), desfazer e depois então fazer a receita da massa. Dá cor e sabor a esta massa!
- Depois de ter a massa pronta pôr dentro de um saco de plástico e esticar com o rolo, escusa de sujar a bancada inteira e a massa sai facilmente do saco. Pode guardar assim no frigorífico durante uns dias ou até mesmo congelar.

Pão:
- Humidade no forno ajuda a que o pão não fique tão duro. Colocar ao mesmo tempo que o pão um recipiente com água no forno e/ou borrifar o pão antes de ir para o forno.

Massas:
- Para tirar massas agarradas à zona da lâmina dar uns toques no turbo - este truque também serve para secar a lâmina.

Molotof:
- Pôr o preparado numa forma de silicone e levar ao micro ondas durante 3 minutos. Esperar mais 3 minutos com o micro ondas parado e a porta fechada e só tirar depois.
- O caramelo só pode ser deitado por cima quando estiver frio.

Mousse de Chocolate:
- Para não deslaçar o chocolate só deve ser junto com as claras quando estiver frio para que estas não quebrem.

Maionese:
- Se deslaçar deve juntar um ovo à parte que deslaçou e bater mais um pouco.

Almôndegas:
- Podem ser cozidas na Varoma para serem em mais quantidade do que se for no cesto.

Carne:
- Pode achar que as receitas da Bimby têem muito molho mas é para não acumular muita carne no fundo pois pode desfazer-se um pouco por estar tão perto da lâmina.

Colher-inversa:
- Podemos utilizar para descascar alhos, desfiar delicias do mar (velocidade 4), descascar azeitonas, desossar frango, etc.

O copo-medida utiliza-se sempre na mesma posição (excepto quando se utiliza a borboleta) para não nos queimarmos a tirar o copo e para não acumular o vapor.

Se quiser fazer metades das receitas deve programar o mesmo tempo mas se puser mais quantidade deve aumentar o tempo.

Varoma leva 4 litros e o copo 2.

Velocidades:
5 - picar
6 - batedeira
7 - varinha mágica
Passar sopa - vamos da Velocidade 3 passamos para 5 e por último 7.

Lavagem da Bimby:
- Para tirar gordura passar metade de um limão pelas paredes do copo.
- Para fazer auto-lavagem, cobrir a lâmina com água, pôs uma gota de detergente e programar 100ºC, 2 ou 3 minutos, Velocidades 3 ou 4.
- Toda a Bimby pode ir à máquina de lavar loiça.

Coisas que fiquei com vontade de experimentar/inventar (se tiverem ideias é só comentarem por aqui):
- Gelado com bolacha
- O que misturar na manteiga para fazer manteiga de marisco?
- Falaram em ovos moles no curso e eu fiquei com vontade de os fazer.


Fonte: conquistarpeloestomago.

terça-feira, 19 de março de 2013

Empada de Mussarela com Ricota

INGREDIENTE

Massa:
1Kg de trigo,
500gr de banha de porco,
1 copo grande de água,
2 ovos e uma colher de (sopa) de sal rasa.

Recheio:
1 ricota pequena,
2 colher de sopa de orégão,
1 colher de sal .
mussarela ralada grossa umas 300 grs .

modo de preparo

Modo de Fazer massa:
Misture tudo e mexa com as mãos até dar ponto de enfiar os dedos e eles saírem limpos,

Recheio:
Misture a ricota amassada com um garfo com o sal e o orégano depois adicione a mussarela e faça um recheio para colocar nas empadas ja abertas e depois só fechar e levar ao forno já aquecido e não esquecer de passar gema em cima para assar

Fonte: http://www.facebook.com/ReceitasMaisQuePerfeitas

Bolo sem leite, sem glúten e sem ovo

Bolo sem leite, sem glúten e sem ovo

Ingredientes: 
1 copo cheio (200 ml) de sumo de tangirina (eu usei laranja); 
1/2 copo (100 ml) de óleo; 
1 copo cheio (200 ml) de açúcar;
1 pitada de flor de sal;
2 copos e 1/2 (500 ml) de farinha de arroz;
1 colher de sopa bem cheia de fermento em pó;
1 colher de café de farinha de linhaça (ela substitui o ovo).

Modo de Preparo:
Bata todos os ingredientes no liquidificador;
Coloque em uma forma untada com óleo;
Leve ao forno médio, pré-aquecido, por cerca de 40 minutos, ou até dourar.

Decorei com abacate batido com alfarroba e morangos.

Tempo: 50 minutos
Rendimento: 10 fatias

domingo, 10 de março de 2013

Massa para Pizza (sem precisar levedar):.

Esta base de pizza é fina e estaladiça...deliciosa. Mas a sua maior vantagem é que não precisa de levedar. Fácil, rápida e saborosa.

3 chávenas de farinha
1 colher de sobremesa de fermento em pó
1 chávena de leite
2 colheres de sopa de margarina
1 colher de sopa de azeite
sal fino q.b.

Num recipiente largo junte todos os ingredientes e amasse bem durante uns minutos (se for necessário acrescente mais farinha até que a massa não grude nas mãos).
Divida a massa em duas partes iguais se preferir uma base de massa grossa ou divida em 3 se preferir uma massa mais fina.
Depois polvilhe uma superfície lisa com farinha e estenda a massa com a ajuda de um rolo da massa.
Passe farinha por toda a massa, pois desta forma ela não grudará.
Com um garfo espete toda a área da base de pizza e aguarde uns 5 a 10 minutos (não deixe a base com uma altura muito grande de massa pois esta crescerá no forno).
Após este tempo a massa estará um pouco mais rija e facilmente conseguirá soltá-la e leva-la para um tabuleiro polvilhado de farinha. Leve ao forno a 250ºC até estar cozinhada e estaladiça, durante 20 minutos, aproximadamente.
Retire-a do forno, cubra-a com molho de tomate para pizza . Recheie a gosto e leve novamente a forno alto (250º C) até o queijo gratinar.
Fonte:  

Sorvete de Abacate

1 abacate grande
2 colheres (sopa) de suco de limão
1 lata de leite condensado
a mesma medida (da lata) de leite
Modo de Preparo
Bata no liquidificador o abacate com o suco de limão. Junte o leite condensado e o leite e bata por alguns minutos. Despeje em forma de sorvete, coloque os palitos e leve ao congelador por, no mínimo, 2 horas.

Fonte: Hierophant